Verba Indenizatória

Economia


Desde abril de 2015, o mandato NÃO faz uso dessa verba. Antes desse período, no primeiro mandato e no início do segundo, utilizamos recursos com muita consciência, transparência e focados em ações importantes para a nossa cidade e para a qualificação do nosso mandato colaborativo. Passado esse período de estruturação e diante do momento de crise pelo qual passamos, no DF e no Brasil, entendemos que é nosso dever contribuir para a redução dos gastos públicos e por isso abrimos mão de utilizar esse recurso.

O mandato economizou, no período de janeiro de 2015 à julho de 2017, excluído o período de 26 de outubro de 2015 a 31 de julho de 2016, período em que esteve à frente da SEDESTMIDH, o montante de  R$ 548.549,55 o que corresponde a uma economia de 98,5% do valor total disponível para utilização pelo parlamentar.

A verba indenizatória, criada pela Lei 2.289 de 1999 e disciplinada pelo Ato da Mesa Diretora nº 19 de 2017, é usada para ressarcir despesas com combustíveis, divulgação da atividade parlamentar, locação de imóveis e de veículos, material de expediente e contratação de consultoria, entre outros. Chama-se indenizatória porque o pagamento é efetuado para ressarcir as despesas já liquidadas pelo parlamentar. Na Câmara Legislativa, cada parlamentar pode realizar despesas até o limite de R$ 25.322,25 mensais que corresponde a 75% do valor pago aos Deputados Federais.

Comprovante de não uso da verba

Gráfico do consumo de 2011 até 2017
Gráfico do consumo de 2011 até 2017

 

 

 

Clique aqui http://www.cl.df.gov.br/verba-indenizatoria e saiba como foram utilizados esses recursos.